// Projetos

Voltar

Biblioteca Bernardo Guimarães - 2006

Reforma / Ampliação
Biblioteca Bernardo Guimarães
Uberaba - MG

“Num momento histórico da cidade de Uberaba, um governante e um arquiteto se uniram a fim de abrir as portas do conhecimento para toda a população, sem distinção de raça e condição econômica. A ampliação da Biblioteca Pública Municipal Bernardo Guimarães, aberta a todo o público que deseja o saber, a cultura e a informação colocaram Uberaba na lista das cidades que sabem e podem dizer além de suas fronteiras e diferenças.
Wagner Shroden e Wagner do Nascimento foram implacáveis, um na construção e o outro na ampliação da Biblioteca Pública Municipal, localizada na encosta de pedra sabão, no centro de Uberaba. Edifício este que nasceu amarrando a história da arquitetura à cultura, inserindo-se entre São Domingos e Santa Rita. A horizontalidade do projeto de Shroden assenta-se com o movimento dos brises modernistas, permitindo a visão da tapiocanga de São Domingos, sobre o concreto armado da nova era. A grandeza do vão livre marca o espaço interno do salão dos livros.
A Biblioteca Municipal torna-se viva e levanta nossa cidade que passa a freqüentá-la além de sua capacidade. Governos posteriores ampliaram-na com projeto de Marcondes que idealizou um anexo para abrigar sua demanda em expansão. No entanto, o tempo e uso intenso deterioraram sua casca e embrião, fazendo-se necessária uma grande reforma que há tempos tem sido um clamor da população ávida por informação e cultura.
Além da reforma, tornam-se necessária a inclusão de novas atividades e ainda maior democratização dos acessos e usufrutos da população que agrega novos hábitos e anseios. Os portadores de necessidades especiais reivindicam a acessibilidade ao salão dos livros, a juventude reivindica a inclusão à informática, as demandas ambientalistas clamam pelo verde e a arte grita por seu espaço na cultura.
Novamente governante e arquiteto unem-se para idealização da nova ampliação e revitalização da Biblioteca Municipal que, agora há de se transformar num grande Centro Cultural de acesso livre, democrático e abrangente.
Um novo bloco com elevador permite o acesso aos portadores de necessidades especiais a todos os níveis, agregando ainda, duas novas salas ao conjunto: a Sala Verde e a Sala para os deficientes Visuais. Este novo bloco se ergue entre os edifícios de Shroden e Marcondes, formando um marco vertical, que será o elo histórico da era contemporânea.
Um Teatro de Arena e uma Praça Suspensa circundam os edifícios integrando o meio ambiente e a área urbana à biblioteca, trazendo arte, encontro e descanso aos usuários. O Café Cultura se insere neste contexto integrando o espaço interno à área urbana e ao teatro de arena.
A criação da Sala de Vídeo no 1º piso e da Sala de Informática no último piso alimenta as novas demandas tecnológicas de informação, dando novas essências vitais e mobilidade ao conjunto.
Por fim, a remodelação do grande salão, eliminando-se o balcão que separa os livros do usuário, expondo-os à pesquisa por próprias mãos, eliminando-se as divisórias, exaltando-se o vão livre, fazendo das prateleiras sua distribuição, dos vidros seu silêncio e da arte seu resguardo”.

Arquiteto Paulo Trajano, 14/11/ 2006.



Rua José Gustavo de Carvalho no 143 , Bairro Jardim São Bento , Uberaba-MG - CEP 38066.210


E-mail: paulotm@terra.com.br
Telefone: (34) 99968 0221

Copyright | Todos os direitos reservados.